Notícias

Aplicativo de celular agilizará ocorrências da polícia de SC

A ferramenta “PMSC Cidadão” permite que a pessoa acione o 190 da Policia Militar sem fazer ligações

Texto: Sérgio Augustin e Gabriel Silva

Na última terça-feira (14) o responsável pela coordenação do projeto “PMSC Cidadão”, o tenente-coronel Jorge Eduardo Tasca, em reunião com o governador Raimundo Colombo, explicou que bastará poucos toques na tela do celular para que a pessoa entre em contato com o 190 da PM sem a necessidade de realizar ligações. Para isso, a pessoa responderá perguntas com respostas “sim” e “não”.

Para o governador, a ferramenta representa a melhoria no sistema operacional, fazendo com que a Polícia Militar de Santa Catarina se torne ainda mais eficiente na proteção das pessoas. “É preciso continuar investindo em tecnologia e equipamentos e modernizar toda estrutura para atender às demandas na área da Segurança Pública”, disse o governador.

O investimento para a implantação do aplicativo está orçado em aproximadamente R$ 1 milhão. O aplicativo será disponibilizado gratuitamente para os dois principais sistemas operacionais de smartphones e tablets, o Android e o iOS. Além das respostas objetivas, o cidadão poderá enviar fotos, vídeos e áudios. A localização será transmitida por meio de GPS.

projeto_do_pmsc_cidadao_20171114_1361851537
O projeto do aplicativo gratuito PMSC Cidadão foi apresentado ao governador Raimundo Colombo pelo tenente-coronel da Polícia Militar Jorge Eduardo Tasca e pelo presidente do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc), Ivan Ranzolin. (Foto: James Tavares/ Secom)
SC adere ao Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecido

Foi assinado nesta segunda-feira (13) por dezoito Procuradores-Gerais de Justiça, o termo de adesão ao Sistema Nacional de Localização e Identificação de Desaparecidos (Sinalid). O objetivo é criar um sistema de busca integrado a fim de desenvolverem de forma conjunta ações para a comunicação e registro de notícias de pessoas desaparecidas ou vítimas de tráfico humano, com cruzamento de dados.

Segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, entre os anos de 2007 e 2008, foram registrados 693.076 boletins de ocorrências de pessoas desaparecidas. Nesse mesmo período, Santa Catarina registrou 27.578 boletins de ocorrências de pessoas desaparecidas, sendo que em 2016 foram 3380 casos.

download (1)
(Foto: Divulgação CNMP)

O Procurador-Geral de Justiça de Santa Catarina, Sandro José Neis, acredita que essa integração proporcionará mais agilidade na localização de desaparecidos. “Mesmo nos tempos atuais, onde temos a internet presente em dispositivos móveis, o número de desaparecimentos continua alarmante. A integração nacional trará maior precisão na apuração das informações, tornando o trabalho das Instituições mais dinâmico. Assim, esperamos contribuir para reunir muitas famílias novamente”, explica.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s