Notícias

Há vida após o câncer de mama

Mulheres maduras, pré-adolescentes e adolescentes devem realizar o autoexame para obter um diagnóstico precoce

Texto: Juliana Passos e Silvio Matheus

 

Mulher, mãe, com aproximadamente 45 anos, aposentada e com a vida um pouco mais tranquila. Reação mais comum: choro, desespero, a certeza de que tudo perdeu o sentido, a certeza de que a feminilidade e a vida chegaram ao fim. Esse era o esteriótipo das mulheres diagnosticadas com câncer de mama há aproximadamente 10 anos. 

Rafaelle, professora de português, jovem, pró-ativa, fazia com frequência o autoexame. Brincando com a filha, Maria, de dois anos na época, ao passar a mão no colo, mais para o lado da mama esquerda, sentiu algo diferente. Procurou um mastologista que rapidamente a encaminhou para o exame da mamografia e. dentro de 15 dias, recebeu o diagnóstico: câncer de mama.

Dia 1º de abril de 2015. Estava com 34 anos. “A decisão de lutar tão bravamente pela vida foi muito imediata, ainda no consultório, recebendo o diagnóstico. Naquele instante, percebi que eu não tinha outra alternativa que não fosse lutar. Por mim, pela minha filha, por minha família. E eu ia fazer isso da melhor maneira possível”, conta Rafa. 

Não existe prevenção para o câncer de mama, por isso o autoexame é tão importante. Para que seja feito um diagnóstico precoce, em que há 95% de chances de cura da doença. “Comecei a buscar, sabendo que iria perder cabelos, cílios, sobrancelhas, tutoriais na internet de amarração de lenço, automaquiagem. Porque eu queria me reconhecer no espelho, queria que minha filha me reconhecesse”, afirma a professora.

Com o objetivo de ajudar outras mulheres, que estavam enfrentando o mesmo processo, Rafaelle, professora tão querida e admirada pelos alunos, começou a realizar workshops de maquiagem e penteados com lenços para a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Gaspar, cidade onde mora. Ela comenta que essa atitude tomou outras proporções e mostrou o que a doença podia trazer de bom para a vida, transformando aquele momento tão doloroso e cinza em algo leve e colorido para todas as mulheres envolvidas.

"As Super Poderosas".  Foto: Acervo pessoal
"A Beleza Além Do Câncer. Foto: Divulgação.

Acompanhamento do câncer

Atualmente, as informações mudaram bastante, e o câncer não se manifesta apenas em mulheres maduras, mas pré-adolescentes e adolescentes também estão sujeitas a doença. Quanto à reação das mulheres, não há dados precisos, já que mais de 70% das mulheres que realizam o exame não voltam para buscá-lo, segundo dados da Rede Feminina de Combate ao Câncer de Itapema.

Um levantamento feito com 1.752 pessoas em 50 cidades brasileiras, realizado pelo Instituto Avon, indica que cerca de 20% das mulheres acham que o diagnóstico do câncer é uma sentença de morte. Mas, na verdade, 70% dos casos são curados e essa porcentagem passa para 95%, quando o câncer é detectado precocemente. Por isso, é de extrema importância estar em dia com a mamografia e outros exames que possam detectar indícios preliminares da doença.

Com simples toques, uma semana após o término do período menstrual, o autoexame pode ser realizado. A detecção precoce é o mais importante, já que não há como fazer uma prevenção para o câncer. A vida pode ser seguida normalmente e as chances de cura são acimam de 90% quando o caso é diagnosticado brevemente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s