Arte e Cultura

Luz, câmera, vida em ação

Texto: Juliana Passos e Silvio Matheus 

 

O ingresso é entregue antes de entrar na sala. Olhares se cruzam recheados de entusiasmo e excitação. Enquanto as pessoas se acomodam nas cadeiras, alguns ruídos são emitidos. Cochichos, o ranger das cadeiras, os passos no chão, o desligar dos celulares. Os olhos atentos e curiosos reparam em cada canto da sala, nos detalhes do palco, nas pessoas ao redor. Em breve um novo espetáculo começará e sua vida não será mais como antes. 

Quantas vezes você já foi ao teatro? Você lembra o nome do espetáculo que mais te emocionou? No Brasil, como podemos perceber diariamente, o incentivo governamental à cultura é mínimo, ou melhor, quase nulo. Teatro, dança, pintura, música, poesia, educação. Independente da área, a cultura é responsável por mais seres pensantes, atuantes e motivados com o objetivo de uma constante melhoria social. 

O Teatro Municipal de Itajaí é uma obra recente e contém uma ampla estrutura física que acomoda 515 pessoas e tem capacidade de comportar produções locais, estaduais, nacionais e internacionais. O incentivo à cultura está sendo cada vez mais perceptível em Santa Catarina. O Teatro está aberto a receber propostas para compor o calendário dos espetáculos de 2018. Do início de 2017 até o fim de setembro, 94 espetáculos foram apresentados, alcançando o público de 23.461 espectadores. 

Gabriel Silva, morador da cidade e amante dos palcos, fez o primeiro curso de teatro em 2010. Em 2013 foi convidado a participar da escola AECA – Alunos Do Exercício Cênico Anchieta -, mas como estava prestes a viajar, saiu da escola no mesmo ano. “Em 2016 fui convidado novamente e retornei à escola. Assisti muitas peças durante esses anos, principalmente aqui no Teatro de Itajaí, e nós, que trabalhamos com isso, sabemos o quão difícil é encher a sala”, conta o ator. 

 

Em 2016 estreou a peça infantil “O rapto das cebolinhas”, em que Gabriel fez parte do elenco. A primeira sessão contou com a casa cheia. “Foi uma experiência sensacional, muitas crianças prestigiaram. Sempre que relembro isso, me emociono, foi realmente inesquecível. Depois desse dia nunca mais tivemos a casa cheia”, relembra ele.

A região do Vale conta com muitos atores e atrizes. Itajaí e Balneário Camboriú são destaques pelo número de profissionais envolvidos na cultura. “Infelizmente, e principalmente, na nossa região, não há o incentivo para tal. As pessoas gastam valores absurdos para prestigiar atores como Paulo Gustavo, mas não conhecem os profissionais da própria cidade”, afirma Gabriel. 

Viver da cultura não é uma tarefa fácil, principalmente no início da carreira. Grande parte dos profissionais da área conciliam a vida artística outro emprego para conseguirem sobreviver. São poucos que conseguem viver apenas do teatro. Mas, como em qualquer outra área, o principal incentivo precisa vir de dentro. Se você acredita e se dedica, o reconhecimento virá. 

O Teatro Municipal de Itajaí incentiva novos atores e atrizes e dá oportunidades para que as companhias apresentem seus trabalhos. Da cidade, de outro estado e até internacional, as oportunidades são para todos. As propostas para compor o calendário do próximo ano já estão abertas. 

_____
Você é ator ou faz parte de alguma companhia de teatro? 

Envie a pauta e um breve currículo do preponente com faixa-etária indicada, fotos e sinopse para: teatromunicipal.itajai@gmail.com. Todas as solicitações serão avaliadas por uma comissão responsável. 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s