Bem-Estar

Whatsapp em benefício de quem aguarda consulta médica

Texto: Gabriel Silva e Sérgio Augustin

Exames e cirurgias em Balneário Camboriú agora serão liberadas por meio do aplicativo Whatsapp. A iniciativa é do Fundo de Assistência Social à Saúde do Servidor Público de Balneário Camboriú, o Funservir, que vai enviar o Termo de Liberação para cerca de 6300 usuários do plano de saúde pela ferramenta dos smartphones.  A ação vai agilizar os processos e facilitar o atendimento, já que antes tudo deveria ser feito pessoalmente.

“Temos que usar essas coisas em nosso favor”, diz Édna Soares, que é usuária do Funservir. Ela diz que trabalha o dia inteiro e, muitas vezes, é complicado ir até a unidade buscar a liberação. “Agora fica mais fácil”, enfatiza.

Porém, os usuários precisam fazer um procedimento antes de começarem a receber os avisos pelo celular:

  1. Para solicitar a liberação de exames, cirurgias e microprocedimentos, é preciso fotografar a carteira e a guia médica, com carimbo e assinatura do médico responsável;
  2. Enviar a foto para o número do whatsapp do Funservir – (47) 9 9982-2250.

Feitos estes procedimentos, o usuário recebe o Termo de Liberação.

Para o superintendente do Funservir, Edson Bertolli, é uma medida simples e com bom resultado: “O retorno é muito importante para os servidores em relação a facilidade e ao tempo disponibilizado por eles para estes procedimentos”. Porém, não são apenas as liberações. “Nós autorizamos exames de ultrassom no mesmo dia, pelo Whatsapp do paciente”, explica Eduardo Knop, médico.

Vale ressaltar que o Whatsapp atingiu a marca de 1,2 bilhões de usuários em maio deste ano. No Brasil, são 100 milhões de downloads. Em São Paulo, de acordo com uma reportagem da Veja online, 14 milhões de usuários ficam em contato com os médicos fora do consultório.

Além do atendimento presencial

Como nem todos usam ou têm Whatsapp, ainda há algumas alterações em curso para facilitar o atendimento aos cidadãos. Em Itajaí, foi protocolado um Projeto de Lei que permite a idosos e portadores de necessidades especiais marcar consultas nas unidades básicas de saúde por telefone. Estes usuários especiais devem ser previamente cadastrados, para que seja comprovada a necessidade do atendimento por telefone.

O objetivo é não constranger estas pessoas no momento de marcar seus exames médicos. “Muitos deficientes físicos não realizam alguns exames por conta da dificuldade em ir até os postos de saúde, que também não apresentam nenhuma estrutura adequada para recebê-los”, afirma o vereador Otto Luiz Quintino (PRB Itajaí), autor do projeto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s