Notícias

Pego a minha bike e vou!

O uso da bicicleta facilita a locomoção em grandes centros urbanos e auxilia na melhoria de vida

Texto: Caroline de Borba e Paula Dagostin
Foto: Chris Becker

“A bicicleta me leva para onde preciso ir, sem precisar enfrentar o trânsito de Balneário Camboriú e ainda contribui para a saúde e forma física”. Mesmo com carro na garagem, José Sálvio prefere utilizar sua bike para resolver as pendências no centro da cidade. Para ele, o carro é uma necessidade, mas em situações pontuais como levar seu pai no médico ou fazer as compras do mês.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a frota de automóveis no Brasil, em 2016, girava em torno de 50 milhões. Ou seja, dividindo esse número entre a população brasileira, há pelo menos um carro a cada quatro pessoas. Mas esse número, para o arquiteto e consultor de transportes, Flamínio Fichmann, não representa a realidade. No Brasil não há a baixa nos veículos, pois os proprietários não notificam os órgãos necessários que o automóvel saiu de circulação.

nabeel-syed-2856

A família de José faz parte da estatística, já que é formada por quatro membros, sendo dois deles licenciados para dirigir. Mas ele controla o uso do carro e reforça a facilidade da bicicleta. “Sou de família com raiz alemã, sei economizar para gastar com o que realmente importa. Então, deixo o carro para situações necessárias e utilizo a bicicleta por questões de saúde, facilidade e também pelo fator financeiro”.

Para o especialista em planejamento urbano, Marcus Polette, o Brasil precisa melhorar em diversos quesitos, para, desse modo, diminuir a utilização de carros. Segundo Marcus, em outros países já existem iniciativas que estimulam as pessoas a utilizarem o transporte coletivo, compartilhar a viagem de carro, ciclovias adequadas, entre outros. Mas o Brasil ainda está engatinhando neste sentido, pois precisa passar por formulações em busca de assegurar transporte de qualidade e segurança.

A partir dos anos 2000, com a facilidade de compra, os automóveis invadiram as cidades brasileiras, principalmente as metrópoles. Como símbolo de status e com a necessidade de locomoção, visto as dificuldades do sistema de transporte, as cidades sofrem com tráfego intenso e congestionamentos, além de toda a poluição.

Emissores de gases poluentes, os veículos são responsáveis por cerca de 90% da poluição em cidades grandes. Algumas das consequências dessa poluição são alergias, problemas respiratórios, atrofias em plantas e até o risco de câncer. Em metrópoles, como São Paulo, especialistas apontam que respirar o ar poluído é equivalente a fumar dois cigarros por dia.

Uma alternativa para reduzir a produção dos poluentes é substituir, pelo menos quando possível, o automóvel pela bicicleta. Essa prática é um dos famosos clichês “juntar o útil ao agradável”, pois, além de beneficiar o meio ambiente, é um exercício físico, aliado de um organismo saudável.

dia a dia bc 28 07 15 - foto Arthur Miranda (81)
Os motoristas e ciclistas possuem espaços delimitados para garantir a segurança de todos (Foto: Arthur Miranda)

O hábito de andar de bicicleta, assim como outros exercícios físicos, estimula o organismo a trabalhar. Desta forma, o corpo precisa se adaptar para conseguir realizar o esforço, havendo um aumento no ritmo de funcionamento de todos os sistemas do organismo. De acordo com a professora de Educação Física Luciana Gomes Alves, ao pedalar a pessoa adquire uma melhora do tônus muscular, sistema cardiovascular, saúde mental, bem como alterações do metabolismo.     

Já o professor Mark Anderson Caldeira alerta para os cuidados necessários para a realização da prática. Os ciclistas devem possuir equipamentos adequados como acessórios de segurança e estarem em condições para a prática. “É preciso garantir também a hidratação e reposição dos macro e micronutrientes necessários para o esforço, além de praticar a atividade em local adequado e seguro”.               

Andar de bicicleta é uma atividade que pode ser realizada para um simples passeio ou para treinos, com o acompanhamento de um profissional. Os professores Mark e Luciana chamam a atenção, no entanto, para a condição física de cada pessoa. Não há restrições de idade para a atividade, mas as limitações físicas de cada um devem ser respeitadas, além de ser realizada juntamente com um acompanhamento e avaliação médica, principalmente em casos de mulheres gestantes.

Ciclovias

As ciclovias são aliadas a quem opta por andar de bicicleta, garantindo um trânsito mais seguro. Nem todas as cidades, no entanto, possuem o espaço reservado aos ciclistas, o que dificulta quem transita por ali. No município de Camboriú, por exemplo, as bicicletas dividem espaço com carros e motos, e em alguns casos, ainda precisam desviar de pedestres.

Já a cidade vizinha Balneário Camboriú possui ciclovias e recentemente as ampliou, estendendo para outros bairros. Segundo dados de 2016, o município possui uma malha cicloviária de 30 quilômetros de extensão, distribuídas pela cidade. A adequação do espaço viário foi realizada para desafogar o trânsito, garantindo a mobilidade urbana e a segurança tanto de motoristas quanto dos ciclistas.

dia a dia bc 28 07 15 - foto Arthur Miranda (102)
A ciclovia é destinada a prática das modalidades de bicicleta, skate, patinete, corrida e patins (Foto: Celso Peixoto)

Outro ponto a ser trabalhado é o estudo ambiental, como menciona Mara Becker, educadora ambiental da Prefeitura de Balneário Camboriú. “É fundamental essa educação nas escolas, reforçando os hábitos saudáveis, tanto em crianças quanto em jovens”. Em relatório realizado pelo Sistema de Informações da Mobilidade Urbana (SIMU), divulgado pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), comparando os dados entre 2003 e 2014, foi constatado que o uso da bicicleta dobrou no Brasil. Os novos ciclistas são atraídos pelas questões financeiras e de saúde física, mas também para escapar do trânsito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s