Notícias

Jogando com a estética e brincando com a saúde

A procura por profissionais na área da saúde, que forneçam orientações adequadas para esse processo, é um fator crucial para alcançar o objetivo desejado

Texto: Patrícia Barbosa e Samara Michele

Ela levanta cedo, olha para o espelho e se decepciona. O verão chega em dois meses e a vergonha de vestir o biquíni que usava há dois anos a assombra. Relaxou nesse inverno, agora é hora de correr atrás do prejuízo. Na banca da esquina lê a dieta na capa de uma revista, “Sopa Milagrosa, perca 10kg em uma semana”. Sem pensar nas consequências, adota a falsa ideia. E assim, com pouca orientação e muito desespero é possível colocar em risco a saúde física e mental.

É comum pessoas desesperadas por algum resultado se iludirem com as famosas dietas da moda. A busca obsessiva pode ser perigosa se for levado em conta além da alimentação o excesso de exercícios sem um devido preparo. A procura por profissionais na área da saúde, que forneçam orientações adequadas para esse processo, é crucial para alcançar o objetivo desejado.

O instrutor físico Rodrigo da Silva afirma que a atitude de querer emagrecer é algo saudável desde que a pessoa siga os métodos corretos. O primeiro passo é buscar uma orientação especializada, nutricionista ou médico de confiança. Depois de alguns exames pode-se regular hormônios, calcular o Índice de Massa Corporal (IMC) e conferir se há algum déficit de nutrientes. Se estiverem desregulados, podem afetar o desenvolvimento do corpo durante os exercícios, correndo o risco de não atingir o objetivo.

Após a avaliação médica, a pessoa será encaminhada para um orientador físico, que vai projetar uma série de exercícios e treinos direcionada para o biotipo e as condições do paciente. O limite depende da demanda física e do que o médico liberou. Regular a alimentação e o descanso é decisivo para não jogar fora toda a rotina de exercícios. “É importante não ir com muita sede ao pote. O ideal é praticar exercícios três vezes por semana, intercalados com aeróbico, pesos ou cargas, sempre cuidando da alimentação”, completa Rodrigo.

Além de mãe em tempo integral, Liege Laurentino, 27 anos, pratica natação desde os seis anos de idade, surfa desde os 12, concorre Triatlo e faz academia. Sempre praticou esportes, e afirma que o exercício físico está na sua rotina. A esportista ressalta que só o peso da balança não é o critério para definir a saúde, é também necessário fazer um teste para medir a gordura corporal. Hoje, Liege calcula 30% de sua gordura corporal, e luta para alcançar a meta de 20% que é o ideal para toda mulher.

“Muitas pessoas falam do meu corpo e eu sempre repito que é o resultado de uma vida de prática de esporte frequente”. Liege Laurentino

Fonte: Patrícia Barbosa
A prática de exercícios é algo que deve ser incentivado desde a infância

Hoje a preocupação de especialistas está voltada para a “manutenção da saúde”: pessoas engajadas em saber qual o peso ideal, o que pode ser feito para ter uma vida saudável e preocupadas com o seu bem-estar. Em contrapartida, com a revolução industrial, o avanço da tecnologia e a ida do homem do campo para a cidade, passaram a fazer menos esforço físico. O que antes era o trabalho de campo, do arado, de carregar peso, hoje se limita a ficar em pé numa loja, ou sentado num escritório.

Para a médica da Estratégia de Saúde da Família de Itajaí, Elisabethe Farias, hoje, poucas profissões exigem esforço físico. A alimentação mudou devido à correria do dia a dia e, consequentemente, a pessoa se alimenta mal e come poucas vezes por dia, consumindo mais comidas industrializadas e menos cruas. “Com esses hábitos crescendo e o aumento da obesidade, é instituído um padrão de beleza, muitas vezes, obsessivo para se alcançar. Quem não tem entendimento nem a orientação devida de um profissional, acabam sofrendo muito nesse processo”, alerta a médica.

“Beber dois litros de água por dia, comer duas frutas, incrementar a salada, não pular o café da manhã e dar preferência aos cereais integrais são hábitos que devem ser seguidos por todos. Não esquecendo de ficar atento caso seja alérgico a glúten ou algum alimento específico”, ressalta Elisabethe.

 


 Dicas de Segurança

• Não faça exercícios em jejum ou logo depois das principais refeições;

• Evite fazer exercícios sob sol forte;

• Use boné, protetor solar e óculos escuros;

• Beba água antes, durante e depois das atividades;

• Use roupas leves, claras e ventiladas;

• Evite praticar exercícios em pisos irregulares;

• Use calçados confortáveis e macios, preferencialmente tênis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s