Notícias

O uso de aplicativos que facilitam a vida cotidiana

Os aparelhos celulares facilitaram a vida dos brasileiros. Os aplicativos permitem que inúmeras atividades sejam realizadas com apenas alguns cliques. A estimativa é que os brasileiros tenham em média 15 aplicativos instalados.

Texto: Bruna Souza e Roberta Ribeiro

O Brasil é um país conectado. Os smartphones fazem parte da vida dos brasileiros, e se consolida como o principal meio pelo qual a população acessa à internet.  Dados levantados pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) afirmam que, até o final deste ano, o número de smartphones no Brasil chegaria a 208 milhões de aparelhos, sendo uma média de um aparelho por habitante.

Os aparelhos celulares facilitaram a vida dos brasileiros. Os aplicativos permitem que inúmeras atividades sejam realizadas com apenas alguns cliques. A estimativa é que os brasileiros tenham em média 15 aplicativos instalados.

Mateus Rafael tem 10 anos, ganhou um celular de aniversário e usa sob o controle dos pais por meio de um aplicativo instalado nos celulares deles. Há quem acredite que isto pode ser uma invasão de privacidade, mas os pais afirmam: “como ele ainda não tem idade para ter redes sociais, permitimos que ele baixe apenas aplicativos de jogos e educacionais. Achamos importante ter acesso ao conteúdo que ele está conectado”.

Fã de aplicativos, ele usa essas ferramentas para auxiliar os estudos. “Eu gosto muito de tecnologia, e também de estudar. Toda semana baixo aplicativos novos que me ajudam muito. O Duolingo me ensinou muita coisa de inglês. Minha matéria favorita é geografia, e gosto de estudar muito sobre isso nos aplicativos”.

A professora Mariane Borba se diz favorável ao uso de aplicativos na educação. Para ela os aplicativos podem reforçar tudo o que foi ensinado na sala de aula. “Como as crianças estão muito ligadas na tecnologia, o uso do celular torna os estudos mais divertidos. Eu acredito que funciona como conteúdo complementar. Os alunos baixam aplicativos com conteúdos que mais se identificam, sejam idiomas, português, matemática. Ele escolhe sua matéria favorita, então isso torna o aprendizado mais leve”.

Além da educação, os aplicativos também permitem o empreendedorismo. Gabriela Dias é uma adepta a aplicativos de venda. OLX e Enjoei são os seus preferidos. Através dessas plataformas, ela vende roupas e objetos que não usa mais, e com isso consegue desapegar de seus pertences e faturar. Ela tira a foto das roupas, posta no aplicativo e envia pelo correio. “Os aplicativos facilitaram muito a minha vida.  Os meus preferidos hoje são os de venda, mas os de banco e de organização financeira estão sempre em meu celular”, conta.

Os cuidados com a saúde através dos aplicativos também é algo possível. Dona Janira, de 65 anos, é antenada em tecnologia. Há dois anos aprendeu a mexer no celular e desde então não desgruda mais. “Eu gosto muito de fazer caminhadas, e tenho um aplicativo que monitora as minhas atividades físicas e que dá dicas de alimentação e hábitos saudáveis. E claro, enquanto caminho levo o meu fone que toca minhas musiquinhas”, com o sorriso no rosto conta dona Janira.

Para Guilherme Bitencourt da Silva, analista de sistemas, o uso de aplicativos é essencial para facilitar o acesso rápido as suas necessidades citando como exemplo o Uber. Trata-se de um aplicativo que facilitou o acesso a um meio de transporte que antes era muito caro. Além disso, possibilitou o surgimento de novos empreendedores, já que esta prestadora de serviços aceita cadastros para que as pessoas possam dirigir com seus próprios carros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s