Bem-Estar Comportamento

Rede Municipal de Saúde possui projeto contra o tabagismo

Em Balneário Camboriú os munícipes podem solicitar o atendimento nas unidades públicas de saúde

Texto: Caroline de Borba e Paula Dagostin 
Foto: Martin Büdenbender

Com sete milhões de mortes por ano, o tabagismo é a principal causa de óbito que pode ser evitada, segundo pesquisa da Organização Mundial de Saúde (OMS), publicada no portal da revista Veja. Para reverter esse quadro, a Secretária de Saúde de Balneário Camboriú ajuda àqueles que desejam parar de fumar por meio do Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT).

Em Balneário Camboriú, o programa é desenvolvido em Unidades de Saúde municipais e se utiliza de livros do Ministério da Saúde para guiar as sessões, que são realizadas em grupo. Por mês, de 10 a 15 pacientes que estão na lista de espera são chamados e as sessões acontecem nas segundas-feiras, às 17h30. Após as sessões coletivas, os pacientes são acompanhados individualmente por mais três meses, dando continuidade ao tratamento com medicação via oral ou adesivo que controla a intensidade de nicotina no organismo.

andrew-pons-14750
O vício não prejudica apenas o usuário, como também a economia e o meio ambiente (Foto: Andrew Pons)

Desenvolvido em 1986 pelo Ministério da Saúde, o PNCT busca prevenir o uso de tabaco por crianças e adolescentes e também estimula fumantes a largar o vício. Com a utilização de conteúdos midiáticos e por meio de ações educativas, o programa potencializa a prevenção do tabagismo e a conscientização dos fumantes.

Segundo pesquisa realizada pelo IBGE, no ano de 2013, quase 22 milhões de brasileiros, acima de 18 anos, eram usuários de produtos derivados do tabaco. O tabagismo é reconhecido pela OMS como uma doença epidêmica que causa dependência física, psicológica e comportamental. A dependência acontece devido à presença de nicotina nos produtos à base de tabaco. O uso afeta a saúde, a economia e o meio ambiente.

Para os moradores de Balneário Camboriú, interessados em participar, precisam possuir cadastro na Rede Municipal e se dirigir a unidade de saúde mais próxima de sua residência. Para os moradores de outros municípios, para saber se sua cidade faz parte do programa, entre em contato com a Secretaria de Saúde da localidade correspondente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s