Notícias

Concreto em meio ao paraíso: Praia Brava terá Shopping em 2018

Associação de Moradores e moradores falam do impacto que a construção pode causar na Praia

Texto: Danilo Vieira e Dyovana Koiwaski

Local paradisíaco e conhecido pelas suas belezas naturais e convívio com a natureza. É assim que os moradores e turistas da Praia Brava, localizada na cidade de Itajaí, em Santa Catarina, enxergavam um dos locais mais belos do estado. Ou era. A partir de 2018, um Shopping Center ocupará a paisagem de uma das praias mais famosas da região. O empreendimento que promete trazer empregos e gerar a economia do local, também é motivo de discórdia entre moradores.

O “Brava Mall”, que ainda contará com uma escola bilíngue, terá também duas salas de cinema, praça de alimentação, lojas comercias e garagem. Mas e a população, concorda com o empreendimento?

A Associação Comunitária da Praia Brava, cujo objetivo é unir moradores e frequentadores do local em prol do local, comentou sobre a construção do Shopping. Para eles, o impacto econômico do empreendimento será importante para o local.

Everson Soares, presidente da associação, destacou também a necessidade de melhora em infraestrutura na Praia. Para ele, o benefício será valioso.

“A Associação é a favor do empreendimento. Consideramos que trará investimentos para a Praia Brava e o impacto econômico para o local será positivo. Também irá melhorar a infraestrutura do bairro”, opinou.

Questionado sobre os possíveis impactos ambientais que o empreendimento poderia trazer para a Praia Brava, Everson descartou a possibilidade, mas alertou sobre a captação de esgoto. O presidente da associação destacou, porém, que a construção está fora da área de preservação do local.

“Os problemas quanto ao impacto ambiental talvez seja na captação de esgoto. O empreendimento, porém, está fora da área de preservação da Praia Brava”, argumentou.

A moradora Suely Pinto Corrêa alerta para os possíveis problemas causados pelo empreendimento. Ela argumenta sobre os possíveis congestionamentos na alta temporada, além do impacto causado nas ruas ao redor do Shopping.

“O ponto negativo desse empreendimento vai ser no verão, onde todos os finais de semana geram congestionamentos. Não acredito que tenham feito um estudo de impacto de vizinhança considerando os carros que poderão ser estacionados na rua para economizar no valor do estacionamento”, alertou a moradora da Praia Brava.

“Acredito, porém, que um empreendimento desse porte trará benefícios ao moradores da Praia Brava, que podem diminuir deslocamentos quando quiserem ir ao cinema, restaurantes, compras. Acredito também que um shopping vá gerar muitos empregos, vendedores, limpeza, manobristas…”, completou Suely.

A Procave, responsável pelo empreendimento, que investiu R$ 50 milhões na construção do Shopping, apesar de atender os telefonemas da reportagem, não respondeu sobre os questionamentos referentes ao empreendimento até o fechamento desta matéria.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s