Economia

Coworking: conectando profissionais

Inovação em espaço de trabalho, o coworking já está presente em mais de 200 unidades no Brasil e chama atenção, principalmente de profissionais autônomos

Inovação em espaço de trabalho já está presente em mais de 200 unidades no Brasil e chama a atenção, principalmente, de trabalhadores autônomos.

Texto e edição: Anna Paola Paraná, Daiane de Souza e Maria Eduarda Cagneti Silveira

As pessoas mudam e o mundo muda com elas. O conceito de coworking é um bom exemplo de mudança na atual realidade do espaço social em que vivemos. Afinal, você sabe o que é o coworking? Segundo o site Coworking Brasil, fundado para divulgar esse conceito por todo o nosso país, esse é um novo formato de ambiente de trabalho com uma ideia simples: “espaço democrático em que (profissionais independentes) possam desenvolver seus projetos sem o isolamento do home office ou as distrações de espaços públicos”.

Em Santa Catarina estima-se 40 espaços de coworking, o segundo maior número do Brasil, que apresenta um cenário geral de mais de 200 locais. No mundo o número chega a cerca de 4 mil espaços, como o da Gestalt, que funciona em Balneário Camboriú e já programa expansão para outras três cidades, em menos de um ano de funcionamento da primeira unidade. A reportagem conversou com um dos sócios do espaço, Elifas Holodniak, que explicou que a Gestalt não é um negócio para eles, que têm uma empresa de Geomarketing. “O coworking para nós é um hub de negócios, um catalisador de desenvolvimento, oxigênio para a mente. Hoje contamos com mais de 20 pessoas aqui dentro, eventos em média de três vezes por semana, então são várias esferas de pessoas que circulam por aqui”, explica.

Foto: Duda Cagneti

Conforme o site da Época Negócios, o conceito de hub, traduzido para o português, caracteriza “um espaço colaborativo onde as pessoas trabalham em projetos que têm como missão tornar o mundo melhor”. Esse é o maior estímulo de Elifas, prospectar espaços que tragam frutos para as pessoas que passam por eles. “A gente vem sempre com esse preceito de que trabalhar todo mundo têm, mas então vamos trabalhar bem, né? Não vamos acordar de manhã, colocar o pé no chão e pensar ‘meu deus, tem que trabalhar de novo’, aqui a gente tem uma outra atmosfera”, conta.

O ideal de trabalho de um coworking traz uma perspectiva interessante, principalmente para o autônomo e o freelancer. Mas ao pesar os aspectos financeiros, não seria melhor trabalhar em home office? A designer Priscila Zutter, da Vulpez Design, é uma das profissionais que encontrou na Gestalt um espaço diferenciado para atuar, e dividiu conosco sua experiência com ambas as vertentes. Dentre as vantagens do home office o financeiro com certeza conta, além de não haver necessidade de deslocamento e do ambiente mais confortável para trabalhar.

As desvantagens, de acordo com ela, têm a ver com a impossibilidade de separar um espaço pessoal de um espaço profissional. Problemas para receber clientes, que precisam transitar pela sua casa para chegar ao espaço de trabalho, além de que a tensão da função que você exerce se concentrar no mesmo ambiente que você usa para relaxar. “Por esses motivos eu fui buscar um lugar fora da minha casa, para que eu pudesse me organizar melhor, administrar meu tempo melhor e conseguir separar as coisas”, conta. O primeiro reflexo foi procurar uma sala comercial, opção inviável por conta do custo muito alto e nenhum recurso dentro do espaço. E então o coworking apareceu como a alternativa mais apropriada para a forma de trabalho de Priscila.

Foto: Duda Cagneti

O site Coworking Brasil explica esse tipo de espaço como “ambientes especialmente pensados para o trabalho autônomo, muito networking com pessoas de diversas áreas e toda a estrutura para receber seus clientes com um custo menor do que teria ao alugar uma sala comercial”, e foi por isso que Priscila começou a trabalhar na Gestalt. A designer confessou ter lidado com alguns receios no começo: “Eu achava que a minha empresa ficava muito exposta só em uma mesinha. Eu sentia falta de ter uma sala própria, com meus armários, onde eu pudesse guardar os meus materiais, fechado à chave, enfim. Eu era preocupada com essa questão de segurança, de ter tudo muito exposto ali”, revela. Logo nas primeiras semanas ela percebeu que a questão colaborativa realmente funciona em todos os aspectos e que todos os coworkers respeitam uns aos outros e aos seus espaços.

Outras vantagens citadas por Priscila são os princípios básicos do coworking: um espaço agradável em que o profissional faz o seu horário, explora o máximo da sua produtividade sem interferências, com valor justo e o principal, que é o networking com outras pessoas. A Gestalt conta com empresas de placa fotovoltaica, branding de moda, engenharia, arquitetura, consultoria financeira, edição de vídeo, simplificação digital, uma marca de cachaça, programadores e designers gráficos. Além disso, Elifas enfatiza a questão dos eventos, que geram uma grande circulação de pessoas pelo local e visibilidade para os profissionais que trabalham ali.

O coworking estimula o crescimento de pessoas a partir do conhecimento de outras áreas simplesmente pelo convívio com outros profissionais. É um espaço em que, segundo Priscila, trabalhadores autônomos não se sentem sozinhos, podem ter sua própria empresa e ainda assim ter companhia, amizades e parcerias profissionais. “Networking é a coisa mais legal que você vai fazer no coworking, é o maior tesouro que você vai colher”, explica. Elifas Holodniak também não pestanejou ao apontar o maior diferencial do coworking: “cada dia aqui é um dia diferente”.

O Coworking Brasil elaborou um guia para escolher o espaço ideal de trabalho. Veja abaixo relações de vantagens e desvantagens que podem ajudar nessa escolha e acesse o guia completo aqui.

Fonte: Coworking Brasil
Fonte: Coworking Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s