Arte e Cultura

A importância da Batalha do Riachuelo para a Marinha do Brasil

Uma batalha que causou tantas mortes e sacrifícios. O 11 de junho é considerado para a Marinha do Brasil uma data magna

Texto: Suelen Oliveira, Alexsandra de Souza e Kamila Dias

“Qual cisne branco que em noite de lua, vai deslizando num lago azul. O meu navio também flutua, nos verdes mares de Norte a Sul”. Cisne Branco – canção do Marinheiro.

Muitos alunos passam pelas aulas de história como viajantes. Parece que tudo o que o professor diz é sempre a mesma coisa. Sempre está resumido em guerras, aquelas brigas, por territórios onde por pura ganância um povo queria ter mais que o outro. E muitas vezes depois da escola esquecemos a metade do assunto. Um dos quadros mais conhecidos da Batalha do Riachuelo foi pintado pelo brasileiro Victor Meirelles

Palacio Pedro Ernesto

Segundo o site da Marinha, foi uma batalha importante e decisiva para a guerra da Tríplice Aliança contra o Paraguai. Mas por que essa data é importante para o país? Essa batalha foi o marco da inversão da única guerra onde nosso país esteve diretamente envolvido. A guerra pendia para o lado Paraguaio, após um bloqueio naval tudo mudou de curso. Coube a Marinha do Brasil este glorioso ato histórico, o qual é marcado tanto internamente na Força como para todos os brasileiros conhecedores de nossa história.

Até os dias atuais a vitória é comemorada pela Marinha do Brasil. Todo dia 11 de junho, e a semana que antecede, cada organização militar festeja. Uma cerimônia é realizada e durante o evento são entregues medalhas de 10, 20 e 30 anos para militares que completarem esse tempo de serviço, além de promoção de militares.

Infelizmente, muitas pessoas ainda não tem conhecimento sobre a Marinha do Brasil e qual sua função. Pensando nisso, a Delegacia da Capitania dos Portos em Itajaí, junto com alguns parceiros, elaborou uma semana com eventos voltados à comunidade. Durante a semana que antecedeu o 11 de junho, um stand foi colocado no Itajaí shopping, onde as pessoas que passavam paravam para falar com os militares e tirar fotos.

O Delegado e Capitão de Fragata Alekson Barbosa da Silva Porto explica que os eventos realizados nesta semana têm como objetivo maior saudar aqueles que com suas vidas defenderam o território é a soberania brasileira. Além de, acontecer uma divulgação local dos trabalhos realizados pela nossa Marinha do Brasil e também as formas para ingressar na mesma. “Retratando com isso a mentalidade marítima que todos nós devemos ter”. No dia 09 de junho, durante a tarde, houve a cerimônia alusiva a data. No final da cerimônia o Delegado recebeu dos Escoteiros do Mar Nova Ericeira uma homenagem.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para um Oficial Superior é motivo de orgulho saber que no passado, pessoas com os mesmos ideais lutaram e venceram, após 27 anos de serviço público não temos como esconder a admiração pelos feitos históricos de nossa Marinha. E como Delegado desta nossa nobre Delegacia só faz aumentar a vontade de liderar nosso pessoal, pois uma Marinha forte se faz também com pessoas comprometidas com o seu dever e sua missão. CF Porto.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A prática esportiva é muito valorizada dentro da Marinha. Para incentivar a comunidade, alguns militares foram no sábado (10) pela manhã à caminhada da Melhor Idade. E durante a tarde organizaram um evento para a comunidade portuária com jogos de xadrez e dominó.

Durante a data comemorativa – 11 de junho – o Portões Abertos foi um evento totalmente voltado à comunidade. Tinha atendimento de saúde do SESC, pintura facial e corte de cabelo pelo SENAC, atendimento odontológico, exposição de viaturas antigas e exposições do corpo de bombeiros, Polícia Federal e Polícia Civil. Cerca de 2 mil pessoas passaram pelo local durante todo o dia.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para o gerente de T.I Lúcio Compiani, 28 anos, esse tipo de evento é importante para as pessoas terem mais acesso à Marinha e entender o que eles fazem e tirar dúvidas.

Para os Itajaienses, dois nomes se destacaram durante a batalha: Almirante Barroso, que comandou as tropas nacionais no 11 de junho de 1865, e o marinheiro Marcílio Dias, que morreu em combate.

Você sabia?

É proibido apresentar a bandeira do Brasil em péssimo estado e não se deve jogá-la no lixo. Para seu descarte, as bandeiras devem ser entregues na Organização Militar mais próxima. Em Itajaí, na Delegacia da Capitania dos Portos. Em 19 de novembro de todos os anos, ocorre a incineração da bandeira velha e uma bandeira nova é colocada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s