Bem-Estar

Mente esperta, corpo saudável

A necessidade e a vontade de emagrecer pode resultar em um filme de terror para muitas pessoas. Por isso é indispensável o acompanhamento de um profissional antes de tomar qualquer atitude.

A necessidade e a vontade de emagrecer pode resultar em um filme de terror para muitas pessoas. Por isso é indispensável o acompanhamento de um profissional antes de tomar qualquer atitude.

Texto por: Kamila Dias, Alexsandra Souza e Suelen Oliveira.

A necessidade de emagrecer afeta a autoestima de muitas pessoas, e é por isso que existe  grande procura por dietas, principalmente na internet. Dieta da proteína, do carboidrato, da sopa, detox, jejum, são essas e muitas outras que fazem parte da rotina de muitas pessoas alucinadas por dietas e com necessidade de perder peso. O que a grande maioria não percebe, é o risco na saúde que ocorre por falta de conhecimento no assunto.

Uma pessoa que precisa ou tem vontade de emagrecer, ao buscar resultados, tem toda a sua rotina modificada, tanto na alimentação como na prática de exercícios físicos. E para realizar esse procedimento de maneira correta e saudável, é necessário o auxílio de profissionais da área.

Confira o resultado da enquete realizada com pessoas que fazem dietas com e sem acompanhamento:

new-piktochart_172_e87069030577da96b0af928d8b34f324ac1593fa

Marlene Aparecida Freitas, 54 anos, realizou uma dieta indicada por um nutrólogo. A mesma consistia em tomar dois remédios: Fluoxetina e Femproporex. A mudança em sua alimentação, agregada a remédios para emagrecer, resultou em consequências para dona Marlene. Hoje ela tem gordura no fígado.

A nutricionista Karina Dias explica que as dietas sem acompanhamento de um profissional são negativas, pois não são considerados o hábito alimentar, o estado de saúde e o estilo de vida da pessoa. Além disso, não é desenvolvida a educação nutricional e, dessa forma, a pessoa não consegue manter o peso perdido. “Geralmente o paciente vai dar um prazo de validade para aquela dieta. Então ele vai seguir em um determinado período, e logo em seguida ele vai voltar a comer o que ela já comia”, explica Karina.

Segundo a nutricionista, além do efeito sanfona (perda de peso rápido, mas que é recuperado algum tempo depois), as consequências dessa falta de orientação são: o aumento do peso logo em seguida à perda; desequilíbrios emocionais; pessoas com patologias podem tê-las agravadas com certas dietas; alterações bioquímicas e sobrecarga de órgãos. Também pode haver alterações no funcionamento do intestino, já que a maioria das dietas da moda é pobre em fibras, o que pode levar ao aparecimento de várias doenças, inclusive câncer.

Ariana Rebelo, 28 anos, conheceu a “dieta do carboidrato” há quatro anos, por indicação de uma amiga. Ao seguir determinada dieta por apenas 15 dias, apresentou icterícia. Foi por esse motivo que ela resolveu procurar a orientação de um nutricionista. Sua motivação para radicalizar a rotina, com dietas e exercícios físicos, sempre foi a vontade de emagrecer. Hoje, após perder 25 kg em apenas um ano, Ariana afirma ter a preocupação em emagrecer, mas também está atenta à sua saúde. Ao lhe perguntar o que sente depois de tantos anos de esforços e determinação, ela não pensa duas vezes: “Orgulho, sem sombra de dúvidas”.

84cbb3d2-156d-4972-b3a7-ca0bc69a21e8

“Os pacientes chegam muito ansiosos. Eles vão ter a diminuição dessa ansiedade com os métodos que a gente utiliza”, explica Karina. Ela destaca a reação de seus pacientes, quando percebem que o método utilizado por um nutricionista é totalmente diferente de uma dieta indicada por um site qualquer ou por um amigo sem conhecimento. “Os pacientes acabam enxergando essa diferença e por resultado, acabam preferindo esse serviço”, garante.

Mauricéia Aragão Ferreira, costureira, revela viver a vida toda em busca do peso ideal. “Nunca me preocupei em questão de saúde, graças a Deus isso nunca me causou problema”, conta. Durante anos, ela realizou diversas dietas recomendadas por amigas e encontradas na internet, porém confessou que só conquistou seu objetivo após realizar exercícios físicos diários e dietas planejadas por um profissional. Hoje, com 42 anos, está no seu peso adequado, mantendo sua dieta e correndo 10 km diários.

17391846_1393853257361257_1778903166_n

Ariana e Mauricéia, afirmam ter contado com o apoio de familiares, que as motivaram ainda mais para chegar aos resultados atuais. A nutricionista explica que esse auxílio de familiares e amigos é importante na rotina da reeducação alimentar, principalmente quando a parceria se torna conjunta nos hábitos. Mas se as pessoas não se dispuserem a ajudá-las, Karina aconselha a não perder essa visão de chegar ao resultado esperado. “A pessoa tem que fazer por ela mesma, pensando em seu corpo e também em sua saúde, que deve ser o principal!”, orienta.

Para entender mais os riscos de realizar dietas sem acompanhemos e as necessidades de uma boa orientação, assista à entrevista com a nutricionista Karina Dias:

Entrevista com a nutricionista

Dicas de receitas nutritivas:
Bolo de Maracujá sem farinha
Bolo de cenoura
Almoço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s