Tecnologia

Youtubers do Litoral Norte catarinense têm produção variada e para todas idades

Criação de canais é feita por pessoas de todas as idades e temas são diversos como arte, cultura, esportes e humor. Tem para todos os gostos.

Criação de canais é feita por pessoas de todas as idades e temas são diversos como arte, cultura, esportes e humor. Tem para todos os gostos.

Texto e Edição: Kauana Amine

Há onze anos, estava sendo criado algo que hoje em dia muitas pessoas não se imaginam sem: o YouTube. Segundo dados estatísticos do próprio site, o YouTube tem mais de um bilhão de usuários, quase um terço dos usuários da Internet e todos os dias as pessoas assistem a milhões de horas de vídeos e geram bilhões de visualizações.

Possibilidade de alcançar pessoas do mundo todo, ficar por dentro de assuntos que antes a possibilidade era mínima, enfim, o site – assim como a internet em geral – torna qualquer pessoa que use um computador capaz de gerar e consumir conteúdo em poucos minutos.

As crianças não ficam de fora

Atualmente, o canal brasileiro com mais números de visualizações é o da Galinha Pintadinha, segundo o site GPSpezquiza. Esses dados revelam que as crianças também são consumidoras do site. Mas, além de consumir, muitas delas também são produtoras de conteúdo.

A itajaiense Maria Luiza Pereira Kienast do canal Tudo Malu é uma dessas crianças que produz conteúdo para o YouTube. Malu tem apenas 11 anos e já gosta de compartilhar os aprendizados que tem. Ela pratica patinação, gosta de ler mangás e assistir animes e esses são os temas mais recorrentes nos seus vídeos. Com um gosto pela cultura japonesa, Malu fala sobre nos seus vídeos. E concilia tudo isso com a escola.

Malu mostra, mesmo sendo pequena, a grande maturidade que tem: “Quando eu to na escola, preciso me dedicar só para a escola, não ficar pensando bobeira. Como eu não tenho muito tempo para estudar, com a patinação e com o canal, eu tenho que conciliar. É chegar em casa, fazer as tarefas e correr para a patinação”.

Quem assiste aos vídeos, às vezes, não imagina quanto trabalho foi desempenhado para que o vídeo fosse publicado. É nos bastidores que o trabalho acontece. Planejar, colocar as ideias no papel, editar o vídeo, enfim. No caso de Malu, seu pai, Moacir Kienast, ajuda na edição da maioria dos vídeos.

malu-e-familia
A união entre a família não passa despercebida. Moacir, Mônica e Malu. Foto: Kauana Amine

O canal fortalece a interação dos familiares com a Malu, eles contam que até os avós colocam os vídeos para assistir na televisão. Os pais, Mônica Regina Kienast e Moacir Kienast, falam um pouco sobre a produção dos vídeos, o monitoramento e como lidam com a relação da filha com a internet.

E ainda dão dicas para pais que, assim como eles, tenham filhos com interesse em criar um canal:

Malu tem cerca de 2 mil inscritos e mais de 100 mil visualizações. Seu vídeo mais assistido mostra a sua paixão, a patinação.

Em Santa Catarina

Dados de 2015 revelam que o YouTube é a 3ª rede social mais utilizada pelos usuários, ficando atrás apenas do  Facebook e WhatsApp. Em Santa Catarina, o primeiro canal a conquistar 1 milhão de inscritos foi o canal de humor Galo Frito, que hoje tem mais de 8 milhões de inscritos e mais de 1 bilhão de visualizações.

Fernanda Rebello é uma das youtubers do Litoral Norte de Santa Catarina. Fernanda tem 21 anos e é formada em produção audiovisual. No canal, ela fala sobre séries, filmes e dicas de lugares para conhecer. Quanto à produção de vídeos em SC, Fernanda afirma que a única dificuldade é referente aos eventos. “O que eu percebi é que a maioria, assim como eu, ainda são youtubers ‘pequenos’ ou iniciantes, que não tem muita visibilidade. Mas de qualquer forma, não vejo como positivo nem negativo. A única dificuldade que tenho (ou que consigo lembrar no momento) é com relação a eventos, que geralmente ocorrem em São Paulo e não tenho a possibilidade de participar, mas em geral não tenho dificuldades pra gravar aqui”.

Fernanda tem cerca de 5 mil inscritos e 350 mil visualizações. Dentre os seus diferenciais, ela busca apresentar lugares da região através dos seus vídeos.

“Com sorte e muita dedicação espero que ele cresça cada dia mais. É difícil prever o que irá acontecer, mas sonho em fazer do meu canal um trabalho real. Conseguir me sustentar fazendo o que amo e dedicar meu tempo integral a ele. Que na verdade é o sonho da maioria dos youtubers” – Fernanda Rebello

Música e arte

Além dos vídeos popularmente conhecidos em canais como o da Malu e o da Fernanda, o YouTube sempre foi um ferramenta para divulgar as produções musicais. Com este foco, Giba Moojen, produtor musical, fundou o canal Nossa Toca em Balneário Camboriú. O canal é referência no setor musical e tem como proposta apresentar músicas conhecidas com versões alternativas.

Giba participou por 10 anos da banda Nego Joe e foi aí que teve o primeiro contato com a parte da produção, no qual descobriu ter uma afinidade com a área. “A Nossa Toca surgiu da ideia de juntar uma empresa de vídeo com música”, pontua. O processo de produção dos vídeos dura 4 dias, nos 3 primeiros são feitos ensaios e no quarto é que são realizadas as gravações, sendo gravados 3 vídeos de cada artista. E também tem o trabalho de pós-produção para editar e postar.

Para Giba, o que mais agrada é a capacidade de mexer com os sentimentos das pessoas: “a intenção é que as pessoas saiam melhores do que quando elas chegaram, saiam melhor do que quando ouviram aquela música ou ouviram aquelas palavras”. Todo artista depois de passar pelo canal é chamado de Suricato. Para ele o conceito de egrégora, uma força espiritual criada a partir de energias coletivas, descreve as vivências durante a produção dos vídeos. A parceria entre os músicos fortalece os artistas: “a Nossa Toca preza para que as pessoas parem de olhar umas as outras como concorrentes e sim como aliadas, que a música nada mais é do que transformar as pessoas”, avalia.

Segundo o produtor, o sucesso da Nossa Toca é devido ao fato de se fazer o que gosta, e o objetivo é eternizar o momento. “Além de um canal no youtube, Nossa Toca é um movimento musical”. O canal tem mais de 200 mil inscritos e mais de 13 milhões de visualizações. O vídeo com mais visualizações até o momento é uma versão da música Animals, da banda Maroon 5:

“O Nossa Toca é um canal que visa a propagação de novos artistas, não só da região como do país inteiro, por isso temos muitas músicas em inglês, gostaríamos que o canal ficasse conhecido lá fora para as pessoas de fora perceberem que aqui dentro do Brasil tem muita gente boa” – Giba Moojen

Além de gravar, a Nossa Toca fez uma música autoral, chamada “Não temos tempo”. Vale a pena conferir:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s