Economia

Procura-se um emprego

Como está o mercado de trabalho na área de comunicação

Texto: Juliana Costa Masera
Foto: Divulgação

Conquistar o diploma, jogar o capelo para o alto e assumir um cargo de trabalho bem remunerado é o plano exato de quem está chegando ao fim da universidade. Os dias apurados, dormir tarde, acordar cedo, conciliar estudo com emprego, estágio, tirar tempo para si, para a família e amigos, e fazer tudo isso dentro de 24 horas é o desafio de todo estudante ainda na graduação que parece chegar ao fim. Nessa etapa, os últimos semestres sinalizam uma luz no fim do túnel e o diploma está cada vez mais próximo. No entanto, nesse mesmo período de reta final, a preocupação passa a ser outra: o mercado de trabalho, que talvez seja a maior batalha para ser enfrentada nessa longa caminhada.

O mundo da comunicação, enquanto negócio, estabelece a cada dia novos desafios às empresas, que, em consequência disso, precisam de profissionais ainda mais qualificados. Nesse cenário, destacam-se as novas mídias que vem surgindo e com elas, as oportunidades de jovens recém-formados garantirem seu lugar ao sol.

Para Aline Carlesso, uma das administradoras da comunidade Vagas de Comunicação em Santa Catarina, do Facebook, o mercado quer profissionais especializados, sem distinção entre pessoas mais jovens ou maduras, mas que tenham um diferencial e que entendam bem as ferramentas mais atuais da comunicação como um todo. A administradora também afirma que o mercado da comunicação está aquecido e existe uma demanda por profissionais especializados tanto para empregos fixos, quanto para freelancer. Earle Martins, o outro administrador da mesma comunidade, completa:

– As empresas mais maduras sabem que em período de crise o esforço de comunicar é necessário. Enquanto algumas empresas de comunicação demitem, outras estão contratando.

Vagas Face

No entanto, um estudo feito pela consultoria multinacional McKinsey & Company, divulgado pela Confederação Nacional da Indústria e pelo movimento Todos pela Educação, relata sobre a insatisfação das empresas em relação a falta de capacitação de profissionais recém-formados. É citado que 48% das empresas no Brasil não preenchem vagas com estudantes que acabaram de sair da universidade e que apenas 45% dos universitários sentem-se bem preparados para o mercado de trabalho. Ou seja, 65% de estudantes vão para os processos seletivos de vagas sem convicção de que podem preencher às exigências da empresa contratante.

Logo, Earle observa que os anunciantes na comunidade preferem contratar estagiários e são menores as vagas de emprego fixo.

– As empresas optam por jovens estagiários não apenas por ser o cargo inicial, mas também por ser a melhor e menos onerosa forma de conhecer o candidato na prática. Nisso incluem-se as competências sociais: trabalho em equipe, respeito à hierarquia, propor soluções, pensar no cliente, e outros.

Os candidatos que estiverem atentos a isso têm grande chance de serem efetivados ou promovidos. Já os recém-formados, que não podem mais ocupar vagas de estágio, tiveram três ou quatro anos para praticar. O que pode aumentar as chances de começar a carreira em uma boa empresa são intercâmbios, domínio de idiomas, formações complementares, trabalhos voluntários feitos e tudo que agregar experiência à ele. Entretanto, Aline acredita que o ideal é correr atrás de um estágio, nem que seja voluntário, para sentir o mercado de trabalho ainda durante o curso. Earle considera o estágio essencial e diz que quem não passou por essa etapa vai sentir dificuldades em conseguir uma oportunidade.

– A melhor forma de tentar contornar isso é elaborar um bom portfólio com os trabalhos acadêmicos e investir muito forte em atividades extra curriculares, como cursos online ou presenciais. E quando afirmo investir, não necessariamente é preciso ter dinheiro, mas sim, tempo. O Google oferece sete certificados na área digital totalmente free. Mas seus cursos têm mais de 50 horas de duração cada.

Hoje a comunidade Vagas de Comunicação em Santa Catarina recebe novos integrantes e novas vagas são anunciadas todos os dias. O que mostra que a área da comunicação continua tendo demanda por profissionais, porém é preciso estar atualizado e preparado para os desafios do mercado de trabalho. A dica para quem está quase no fim da graduação é caprichar no currículo e aproveitar as oportunidades de experiências enquanto o diploma ainda é um objeto de desejo.

 

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s