Arte e Cultura

Não é “só” uma fantasia

Pode até parecer algo de outro planeta, mas acredite, não é. Os cosplays são uma prática crescente dentro de determinadas tribos urbanas. Conheça o mundo das pessoas que saem fantasiadas e atraem olhares por onde passam.

Conheça o mundo dos cosplayers, que saem fantasiados e atraem olhares por onde passam.

Texto: Mariana Campos
Fotos: PTAnime, Natália Kirsten e Johnny Kamigashima

Quem nunca se surpreendeu ao ver pessoas fantasiadas andando nas ruas? Com cabelos coloridos, lentes de contato, maquiagem diferente, acessórios marcantes e roupas que vão desde uniformes a trajes de heróis… Muitas pessoas podem ficar sem saber o que está acontecendo, mas outras sabem que são os cosplayers, a caminho das famosas convenções que reúnem fãs de anime, games, filmes, quadrinhos e outros elementos da cultura pop.

O termo cosplay é a junção das palavras costume (fantasia) e play (brincar). A prática começou nos Estados Unidos nos anos 1970 e permite a socialização e criação de vínculos entre os apaixonados por essa representação. Os cosplayers devem preparar sua própria fantasia, além de realmente atuar como seu personagem escolhido, com o qual se identificam ou de quem gostam. Eles podem, ainda, participar de concursos que elegem as melhores caracterizações e performances.

O que eu mais gosto é quando as pessoas reconhecem a roupa, e ainda mais quem fica empolgado e abre um sorriso só de te ver. E também curto demais subir no palco e interpretar, sendo fiel à história ou fazendo alguma besteira”. – Paulo Henrique Testoni, cosplayer.

Paulo Henrique Testoni, publicitário e professor de inglês de 22 anos, faz cosplays desde 2009, um ano após ir à sua primeira convenção. Desde então, apaixonou-se pelo hobby cada vez mais.

Paulo costuma fazer, em média, dois cosplays por ano, sendo um deles mais simples e outro mais elaborado. Ele já ganhou prêmios de categorias de apresentações em grupo em alguns eventos da região. “Meu maior desafio até agora foi subir no palco pela primeira vez. Foi um nervosismo muito grande. E também, claro, terminar o cosplay a tempo do dia do evento”, declara.

A paixão por anime veio quando criança. Desde pequeno, as animações japonesas sempre interessaram Paulo de forma especial. À medida que foi crescendo, foi explorando mais o universo. “Passei a comprar mangás vendidos aqui no Brasil e daí foi ladeira abaixo”, comenta entre risos. “O que eu mais gosto neles é a variedade de tipos de histórias. Tem história para tudo, assim como no ocidente, mas ao mesmo tempo a gente vê de um viés diferente do que as histórias daqui”.

Para quem não conhece muito sobre o assunto, esse mundo pode parecer algo surreal, incompreensível. Mas, como toda tribo urbana, o objetivo é simples: criar redes de amigos com quem tem interesses em comum. “Posso dizer que as convenções são uma parte bem presente na minha vida”, afirma Paulo. “Costumo a ir em praticamente todas do estado, o que dá mais ou menos uma por mês. Gosto de rever os amigos, de usar cosplay, de apresentar, de ‘tietar’ os cosplays e apresentações dos amigos ou desconhecidos, de acompanhar as palestras, comprar coisinhas novas de vez em quando… Gosto de tudo”.

Os fãs de anime aumentam cada vez mais ao passar dos anos e, consequentemente, o público das convenções também. Paulo relembra da época em que estava no Ensino Médio, quando gostar de anime era motivo de chacota, e compara com hoje, época em que muitas pessoas se interessam. “Isso é ótimo, porque dá muita visibilidade. Acho que a internet facilitou muito isso. Tem anime que faz lançamento simultâneo para o mundo todo, por streaming. Não existe mais tanto isso de ‘lançou no Japão e vai demorar pra vir pra cá’. É tudo para o mundo todo”.

Para os eventos deste ano, Paulo já tem em mente os cosplays que quer fazer. “Pretendo fazer o Kite, do anime Hunter x Hunter, e o protagonista Frisk, do jogo Undertale”, conclui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s