Economia

Camboriú tem primeira loja virtual de produtos para canhotos no Brasil

A ideia inusitada é de um empreendedor de apenas 27 anos

A ideia inusitada é de um empreendedor de apenas 27 anos

Texto: Mariana Ricardo e Thamiriz Garcia

Abrir uma lata ou usar uma tesoura podem ser tarefas bem complicadas para algumas pessoas. Se você escreve com a mão direita, com certeza não está entendendo o porquê desta afirmação, mas os canhotos sabem muito bem o que estamos querendo dizer. Que eles são minoria não é nenhuma novidade, e talvez seja por isso que a ideia de uma loja virtual com objetos exclusivos para eles seja algo, no mínimo, inusitado.

No comércio de rua ainda é difícil encontrar utensílios personalizados para canhotos, e essa é uma realidade do mundo inteiro. Em 1968 foi inaugurada em Londres a primeira loja especializada nesses produtos. Mas atualmente o empreendimento segue apenas com vendas online, a loja física fechou em 2006. No Brasil não havia nada parecido até que um jovem da cidade de Camboriú, no Litoral Norte de Santa Catarina, uniu uma boa intenção a uma ideia empreendedora.

Foi através do convívio com a namorada canhota que Ricardo Michels Silva, de 27 anos, conseguiu ver as maiores dificuldades daqueles que fazem tudo, ou quase tudo, com a mão esquerda, desenvolvendo assim um site com diversos produtos produzidos especialmente para canhotos.

A loja existe há cerca de dois meses, mas já apresenta bons resultados nas vendas. E para Ricardo ainda existe lucro maior do que o financeiro. “É muito gratificante. As pessoas precisavam disso, recebo muitos e-mail de pessoas agradecendo e muitos pedidos de novos itens, que por sinal, já estou à procura”.

12992260_974562429305914_1327220385_n

Por enquanto a loja do Ricardo disponibiliza itens como materiais escolares, ferramentas (tesouras, estiletes), instrumentos musicais e abridor de latas. Grande parte dos produtos são revendidos de uma marca que já possui os objetos em sua linha de produção, outros o Ricardo desenvolveu e encontrou fábricas que reproduzissem a ideia. “O que eles não tinham eu mandei fazer, como caderno e régua. Eles acharam muito estranho, até mesmo meu tio que é canhoto e fez os cadernos.” E a ideia é ampliar as opções cada vez mais. “Eu espero que ainda esse ano consiga colocar facas, mas está bem complicado”.

Para o neurologista Aníbal de Quadros, a genética determina que cerca de  90% das pessoas são destras. E filhos de pessoas canhotas possuem de 45% a 50% de chances de nascerem canhotos também. Ou seja, os números não são tão baixos assim, o que torna a ideia de Ricardo ainda mais surpreendente.

Mas o que acontece no cérebro das pessoas canhotas? O doutor Leonardo Honnicke, também neurologista, explica que o nosso cérebro é dividido em duas partes, chamadas hemisférios cerebrais. As pessoas que possuem o lado esquerdo do cérebro dominante, terão o lado direito do corpo dominante, portanto serão destras. Isso porque um lado do cérebro sempre comanda o lado oposto do corpo. Dessa forma, os canhotos são aqueles que possuem o lado direito do cérebro dominante. “Isso é uma variante da normalidade, é normal. Mas pode ocorrer por outros motivos. Por exemplo, se uma criança nasce com uma má formação do hemisfério esquerdo, ou sofre uma lesão na hora do parto, a dominância automaticamente passa para o hemisfério direito, e a pessoa passa a ser canhota.”

E é totalmente normal mesmo. Ao contrário do que muitos pensam, não existe nenhum estudo que comprove que os canhotos são mais inteligentes. Para o doutor Leonardo, “Na maioria das pessoas, o lado racional encontra-se no hemisfério esquerdo, ou seja, a dominância motora, memória, fala. O hemisfério direito é responsável pelo emocional, capacidade artística, criatividade. No canhoto, estas habilidades estão invertidas”, mas isso não significa que estejam em estágios acima um do outro.

Dizem que antigamente ser canhoto era considerado uma anomalia, e as crianças eram forçadas a aprender as atividades motoras com o lado direito. Hoje, mesmo com aceitação, o assunto é pouco debatido e trabalhado. A loja de Ricardo foi um empreendimento que abriu um leque de possibilidades não apenas para aqueles que possuem maior facilidade com o lado esquerdo, como também para escolas e outras instituições perceberem a importância de um acompanhamento e auxílio na hora de os canhotos executarem todas as funções, até mesmo as mais simples.

um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s